sexta-feira, 22 de outubro de 2010

SER PONTO FINAL...


As vezes eu preciso ser
Cega
Surda
Muda

Ser razão
Influência

As vezes preciso ser
Cautela

Graciosidade
Atos

Ser virtude
Primazia

As vezes preciso ser
Aventureira
Verdadeira

Ser
Consciência e modéstia

Ser sorriso
Lágrima

Ser luminosa
Mesmo ferida nas trevas

Ser o tempo que gera
o espaço

Ser centro
Superior

Ser natureza em seu governo
Equilíbrio

Sentimentos de uma princesa
Neutra


CARLA FABIANE

5 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Amiga Carla

Ás vezes precisamos ser tudo, em especial, cegos, surdos e mudos.
Lindo este poema, só ao alcance
de um talento.

Bom fim de semana

Beijos

Alvaro

Moreira disse...

Muito bom, gostei ;)

Sandra Botelho disse...

As vezes precisamos ser tudo isso e muito mais...Belo poema. Bjos achocolatados

Moreira disse...

Muito obrigado igualmente ;)

Andreia disse...

Gostei!