terça-feira, 1 de junho de 2010

SOU ASSIM...



SOU COMO SEUS OLHOS, ME ENXERGAM...
COMO ME VESTES, COMO ME ARRANJAS...
SOU ÁGIL COMO ÁGUA, QUE BATE EM PEDRAS...
MEU PASSADO FOI DURO, MAIS TENHO UM LEGADO...
SABEDORIA E FÉ...
NÃO POR MÉRITO.
POR GRAÇA.
VIVO DIA A DIA...
DESEJO QUE SAIBAS TUDO AO MEU RESPEITO E, MESMO ASSIM, GOSTES DE MIM.
QUERO EXPOR MEU CORAÇÃO .
OUVIR-TE...
VER-TE...
FICAREI A ESPERA DOS ACONTECIMENTOS, COMO FAZEM OS GRANDES SÁBIOS.
SE DESEJARES ME VER.
VEJA COMO UM POEMA DE AMOR...
COMO A PUREZA DAS CHAMAS...
COMO A BELEZA DAS FLORES...
COMO AS COISAS MAIS SIMPLES, E SEM INTENÇÕES...
SOU A LIBERTAÇÃO...
O IMPOSSÍVEL...
SOU A EXPRESSÃO DO SILÊNCIO...
SOU COMO QUERO SER.
FELIZ...


AUTORIA
CARLA FABIANE

2 comentários:

Isabela Arth disse...

Lindo poema, Carla, a verdade é sempre muito sedutora... Beijos, Isabela

Braulio Pereira disse...

vim ver voce querida.

adoro sentir sua alma iluminada..

sua visita me sublima..

beijos no seu coraçâo