segunda-feira, 25 de maio de 2009

CRIANCA REGISTRADA...



MEUS OLHOS CONTEMPLAM A HARMONIA DA NATUREZA E DE UMA MELODIA INTERROMPIDA

TECIDOS COLORIDOS COBRINDO CORPOS E CORACOES SEGUEM UM DESTINO

PROCURAM POR BLOCOS E NUMEROS

ALGUNS UNIFORMIZADOS CUMPREM SEU DEVER PROCURANDO MANTER A ORDEM

VEJO CRIANCAS FELIZES CORRENDO COM A INOCENCIA AMIGA

ENQUANTO EU ESPERO O TEMPO PASSAR PESSOAS PASSAM POR MIM

OUCO O CHORO DE UM BEBE E PASSAROS CANTANDO

SENTADA NO BANCO DA PRACA OCUPO AS LETRAS AO MEU FAVOR

DESTAS FACO SENTIDOS

RELATOS DE UM TEMPO QUE PASSA

DESEJO QUE EU AS FAÇA ENTERNIZAREM SE AQUI

PROCUREM O PONTO FINAL A VIRGULA E OS ACENTOS
NAO AQUI NAO ENCONTRARAO


O ACASO ME TORNOU POETICA E O TEMPO ME ENSINOU QUE POSSO TUDO

POSSO ATE FAZER PARAR O TEMPO POIS SOU POETISA

CHORO E DOU GARGALHADA

ENQUANTO ESCREVO CONQUISTO O VENTO O SOL E QUEM ME VE NAO ENTENDE NADA

ENTRE SUSPIROS E DEVANEIOS NAO ENCONTRO FREIOS

O VERDE ME INSPIRA E COMPULSIVAMENTE DESENHO LINHAS NAO PARALELAS

JANELAS ESPELHADAS REFLETEM O AZUL DO CEU DESVENDAM O VEU DA IMAGINACAO

POSSO CULPAR AS FLORES OU JUSTIFICAR ME COM OS PASSAROS

POSSO ATE CONTAR A ARVORE TODA A MINHA VERDADE

POSSO PINTAR NO BANCO MINHA REALIDADE

SE AS LETRAS VIRASSEM MINHAS INIMIGAS NAO SEI O QUE SERIA DE MIM

TALVEZ UMA POBRE POETISA SEM PODER

SEM PODER SENTIR MEU CORACAO REFLETIR MEUS PENSAMENTOS

QUE SEM RECEIO VOCES TAMBEM SINTAM O TEMPO PARAR

SINTAM QUE PODEM TUDO SE CONCEBEREM LETRAS E POEMAS GERAREM

AGORA VOU PARAR E DAR NOME A CRIANCA QUE ACABOU DE NASCER

A VIDA CONTINUARA SEMPRE QUE AS LETRAS ENCONTRAREM CORACOES FERTEIS

PAPEL CANETA E UM BANCO DE PRACA

OU ALGUEM QUE VEJA A POESIA COMO CRIANCA QUE BRINCA E NAO SENTE O TEMPO PASSAR

CARLA FABIANE

4 comentários:

Blog do Óbvio disse...

PAPEL, CANETA E UM BANCO DE PRAÇA...
com a supervisão de sua maravilhosa sensibilidade, foram mais que suficientes para encantarem minha leitura. Beijos carinhosos. Manoel.

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho nota 10 pra vc la no blog.

beijooo.

Milésimo disse...

"ALGUEM QUE VEJA A POESIA COMO CRIANCA QUE BRINCA E NAO SENTE O TEMPO PASSAR"
Lidissimas palavras, gostei imenso de passar aqui e vou voltar.

Bjs

CARLA FABIANE... disse...

BEIJO EM FORMA DE POESIA EM SEUS CORAÇÕES, MEUS AMIGOS...